Do Pé do Ouvido ao Coração

Ah filha minha, tão arredia!
Em mil comparações eu me perdia…
Me perguntei tantos porquês naquele mês
Porque não se faz de boazinha?
Porque não fica quietinha?
Porque não deita e dorme sozinha?

Já não me reconheço nos seus atos
Mas só me faltava essa!

Porque não está tentando agradar?
Ao contrário você quer é causar
Desse jeito vão todos nos julgar

Ah se eu gritasse e você me acatasse…

Se em nome do cansaço eu apelasse
Se para zona de conforto você me convidasse

E se eu aceitasse? E se eu entrasse?

Mas se eu grito, você grita de volta
Eu saio batendo o pé e você batendo a porta
Me lembro que um dia eu me dobrei

E da minha essência me distanciei

Sua audácia dói no fundo
Traz de lá as vozes arcaicas

Que sussurram para o meu eu

Que o poder não pode ser seu
O controle é minha herança

Lembrança do choro engolido

Agora é hora da vingança

Mas já não sou mais a mesma
Logo olho para minha criança interior ferida

Olá pequenina, agora está protegida…
Seguimos juntas iluminando nossa sombra
Agora já sei como entrar nessa dança

Acolhendo o que vem e sem dar satisfação a ninguém

Peço desculpas

Te olho nos olhos e a sua verdade me engole

E para mim mesma me devolve
Sou devorada mais uma vez pela dor desse amor arrebatador
Deixo a mãe perfeita morrer desse golpe

E então renasce a mãe aprendiz

Que segue, como bússola, o que o coração diz

Ainda agachada, te falo do pé do ouvido ao coração

Do meu amor e da minha razão

Da alegria que é ter você aqui

Da gratidão por ter me escolhido

Para tua proteção e abrigo

Veio me ajudar a findar o ciclo de presas e algozes

Veio silenciar de vez as vozes

Que dizem que crianças não tem diretos

Que crianças só devem respeito
Veio me provar que respeito é via de mão dupla

E que não se constrói sem escuta

Veio para me fazer repensar, questionar e estudar

Para de acordo com que eu acredito, atuar
Ah com você eu continuo meu despertar…
Veio para com meu sonho infantil me reconectar

Aquele ingênuo e puro, de um dia o mundo mudar…

SOBRE A AUTORA: Vivian Pessoa, Mãe da Ive de 3 anos, Geóloga, Participante da turma 5 do Zum Zum de mães, Educadora Parental pela Positive Discipline Association.

@viviancpessoa

vivian.pessoa@globo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *