Chegou a Hora de Voltar ao Trabalho…

Volta ao Trabalho: o que fazer?

No vídeo de hoje, quero conversar com você sobre a Volta ao Trabalho. Como lidar com este momento tão intenso e desafiador que é voltar ao trabalho quando temos filhos pequenos em casa.

Eu particularmente não vivi esta experiência pois trabalho em casa e me sinto muito privilegiada por isso. Mas acompanho muitas mães que vivenciam este processo e por isso resolvi compartilhar com você alguns pontos que podem te apoiar a trilhar este momento cuidando da relação e do vinculo entre mãe e filho.

caso sinta vontade deixe seu comentário aqui embaixo, vou adorar conhece-la um pouco melhor! 🙂

Nos vemos em breve!

Com carinho,

Clarissa Yakiara.

 

TRANSCRIÇÃO DO VÍDEO:

Olá aqui é Clarissa Yakiara e você está assistindo ao canal da Bee Family um lugar para pais e mães inspiradores.

Neste vídeo de hoje quero conversar com você sobre a Volta ao trabalho, como lidar com este momento tão intenso e desafiador que é voltar ao trabalho quando temos filhos pequenos em casa.

Agora antes de continuarmos, quero te convidar a me seguir no Instagram @clarissayakiara e acompanhar as historias que estou fazendo contando um pouco do meu dia a dia com as crianças.

Então vamos seguir com o vídeo. Outro dia na comunidade secreta do Zum Zum de Mães, pra quem não sabe este é o nome da Rede de Apoio Materno online que coordeno, eu recebi uma mensagem de uma participante dizendo o seguinte:

“Clarissa, Minha bebê de 5 meses que ficava 24horas grudada comigo está fazendo adaptação na escolinha pois eu volto a trabalhar no começo de Julho e ela vai ficar lá o dia INTEIRO e eu e meu esposo não temos outra opção. 
Eu tenho conversado com ela, falado como eu me sinto, da minha necessidade de trabalhar e dela ficar na escolinha e digo que ela vai ficar bem, que vai dar tudo certo. Ela vai pra mesma escolinha que a minha filha de 6 anos estuda o dia todo também. 
Sei que ela vai sentir a minha falta assim como eu sinto a dela. Como devo NOMEAR essa experiência para a bebê? É assim, conversando como eu já estou fazendo ou tenho que falar ou fazer mais alguma outra coisa? Espero ela manifestar alguma coisa?” 

Quando li a mensagem dela me deu um aperto no peito porque afinal de contas a bebê ainda é tão pequena para passar o dia todo longe da mãe. Eu particularmente não passei por esta experiência, pois trabalho em casa e me sinto muito privilegiada por isso, mas consigo entender a dor desta mãe que terá que deixar sua Bebê de 5 meses na escolinha durante todo o dia.

E o caminho que sugiro para você que está me assistindo agora e que talvez esteja nesta mesma situação é empreender um processo profundo observação desta relação mãe e filho. Como está o vínculo entre vocês? Quais são os sentimentos em relação a volta ao trabalho? A criança está tranquila ou já está manifestando algo, ficou doente, esta mais irritada, como está o sono dela? Enfim observe bastante o seu mundo interno e tudo que está vindo a tona neste momento e observe também o bebe!

Lembrando que a criança, principalmente as pequeninas, são como um termômetro fiel do nosso campo emocional. Muitas das manifestações dos pequenos dizem de aspectos do nosso mundo interno e quando veem a tona por meio de algum comportamento de nossos filhos em realidade são grandes oportunidades de assimilarmos algo que estava em nosso inconsciente e agora nos foi revelado com mais clareza para nos ocuparmos disso.

E a partir deste cuidado com a relação, deste olhar atento para ambas as partes envolvidas neste processo. Sugiro que você comece a comunicar com a criança o que você está se dando conta, principalmente sobre o que você está sentindo. Mas lembrando que esta comunicação nasce de um espaço de muita responsabilidade, ou seja, é importante deixar claro para a criança que esta é uma escolha sua, que faz parte do momento que está vivendo hoje. Vamos falar para nossos pequenos sobre nossos medos, angustias e tudo que estiver vindo a tona deixando claro que eu escolhi trabalhar, que isso é importante para a nossa família, que desde o momento que eu engravidei eu sabia que isso ia acontecer, e que agora que está chegando próximo do momento estou com muito medo de como serão as coisas, de como ele será cuidado por outra pessoa, se ele vai sentir minha falta, se vai ficar tudo bem, que estou com medo de ficar tantas horas longe dele, estou em duvida se é isso que eu quero mesmo… enfim fale honestamente sobre o que estiver sentindo e deixe a emoção fluir junto durante o processo de comunicação. Se sentir vontade de chorar chore, se sentir medo se permita sentir este medo, não fuja das suas emoções… Um dica para entrar mais profundo neste processo é tentar falar quando o seu bebe estiver dormindo.

Outro aspecto importante que desejo ressaltar sobre este tema é que você mãe revise sua relação com o trabalho e fique atenta para não usá-lo como refugio. Trabalhe de maneira presente, tente tornar o seu ambiente e dia a dia no trabalho prazeroso, finalize suas tarefas no final do dia antes de voltar para casa e se possível deixe anotado o que precisa fazer no dia seguinte. Para quando chegar em casa e se encontrar com as crianças conseguir estar o mais disponível o possível pois ela vão precisar de sua presença ai. Elas se nutrem da sua presença, do seu olhar, do seu toque, da sua voz, da sua capacidade de escuta-los e observa-los….

E por hoje eu fico por aqui. Aguardo seu comentário aqui embaixo para seguirmos refletindo juntas sobre aspectos da volta ao trabalho, como podemos fazer isso da maneira mais harmônica o possivel. Me conta aqui embaixo como você está lidando com este momento…

E no final deste vídeo vai aparecer um outro vídeo que pode te apoiar a aprofundar em tudo que compartilhei aqui.

E caso você queira receber notificações do canal sempre que tiver video novo, se inscreve aqui embaixo e clica no sininho ao lado do botão de inscrição. 🙂

Um beijo com muito carinho e até breve

 

 

One Comment

  • Luciene disse:

    Realmente tbm estou com o coração partido, minha tia iria ficar com a minha bebê, mas não vai poder mais, vou ter q deixar ela na escolinha com pessoas q nunca vi😢. Que Deus nos ajude.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *