Ser Mãe, Ser Mulher… Para Simplesmente SER!!!

Quando o João nasceu senti que junto com a criança nasceu a vontade de ser MÃE, de assumir-me como MULHER. De encontrar respostas nestes papéis que iria representar…E senti o desejo ardente de olhar para meu passado e confrontar meus medos, angústias e crenças, pois tinha claro que se não fizesse isso naquele momento quem pagaria o preço da minha inconsciência seria meu filho…

Começei a ter clareza de que eu  não estava assumindo a responsabilidade sobre as oportunidades que a vida estava me dando. E me lancei ao caminho de busca por Quem Sou?! E a cada dia um universo de possibilidades se revelava diante de mim… A princípio assumir-me como mãe e mulher foram fundamentais para me dar conta de que isso não sou EU, são apenas papéis que tenho amor e gratidão em representar!

E a cada mergulho me deparava com algo novo: luzes e sombras que permeiam que eu sou e me distraem da resposta…  A sombra inicialmente parecia ser bem maior do que EU e pouco a pouco fui me familiarizando com a mesma e num certo momento eu estava apaixonada por esse aspecto sombrio e dual que existe em mim.

E hoje, a aceitação, a gratidão e o amor me aproximam cada vez mais da resposta e em cada oportunidade reconheço a possibilidade de me libertar de quem acredito que sou e Simplesmente SER!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *