Está chegando o inverno…

… E com ele toda sua magia… A natureza se transforma pouco a pouco com o vento, as noites mais longas e dias mais curtos, as árvores mais secas, a quietude e recolhimento dos animais… Um convite para inspirarmos profundo e irmos para dentro e conhecer este espaço incrível que somos nós mesmos…

A criança vibra com o inspirar natural da estação e assimila as imagens ao redor fazendo disso um alimento para seu mundo interno.

A Niño Aconselhamento sugere algumas brincadeiras, comidinhas, história e música condizentes com a estação para nós papais e mamães aquecermos o coração destes seres que tanto amamos!

BRINCADEIRAS:

Cabaninhas, desenhar, massinhas, bicho de monte, panos coloridos quentinhos, tunel de pano, trabalhos manuais com lã e feltro, bonecas de pano, bichos de lã…

COMIDINHAS: 

Mingau de milho verde, Pipoca, Caldos e sopas, Chás, Bolo de fubá, Canjica, Milho cozido, Chocolate quente.

HISTÓRIA E MÚSICA: 

“Em uma tarde fria de céu muito azul, João, um menino de 6 anos, resolveu passear no bosque.  Calçou as suas botas, colocou o seu gorrinho e se pôs a caminhar.  

Mal, mal ele deu os primeiros passos e viu que já estava anoitecendo, o bosque estava escuro e gelado. Mas João, era muito corajoso e não se intimidou. Voltou para casa, pegou uma latinha, um martelo e um prego e se pôs a fazer uma lanterna. Toc, toc, toc, de um lado. Toc, toc, toc do outro, acendeu uma vela lá dentro e pronto! Sua luz começou a brilhar.

João passeou por toda parte, iluminando o caminho aqueceu o ninho dos passarinhos, procurou pedras precisosas, atravessou a ponte que passava por cima do rio até que ouviu um barulho: tum, tum, tum. O que será? Pensou João. Era um lenhador, que com muita força carregava grandes toras de madeira para montar a sua fogueira. Quando o lenhador terminou, todos do bosque queriam se esquentar mas de repente… se lembraram: como vamos acender esta fogueira? Hum, todos ja estavam indo embora quando avistaram uma luzinha… era João, que aproximando, ofereceu a luz da sua lanterna para acender a fogueira. Por isso a fogueira passou a se chamar fogueira de São João. E todos passaram aquela noite cantando assim: 

Chegou a hora da fogueira, é noite de São João. O céu fica todo iluminado, fica todo estrelado, pintadinho de balão. Dancei com a cabocla a noite inteira, também fiz uma fogueira, Dentro do meu coração. Quando eu era pequenino, de pé no chão, recortava papel fino pra fazer balão. E o balão ia subindo no azul da imensidão.

ASSIM O FRIOZINHO FICA UMA DELÍCIA!!! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *