Podcast Tenda Materna #21: Nossos Filhos, Nossos Mestres com Ana Paula Curi

Neste episódio da Tenda Materna, recebemos a Ana Paula Cury, médica antroposófica, co-fundadora da Escola de Pais na Escola Waldorf Rudolf Steiner de SP, Coordenadora do Projeto Social Semear e da Formação em Lideranças de Comunidades Parentais.
.
.
Quanta honra, que alegria! Escutar as doces e sábias palavras da Ana é uma experiência muito potente, que toca um lugar profundo em nossos corações.
.
.
Leia esse trechinho da nossa conversa para você sentir um pouco do que espera por você:
“Se você se lembra que você em seu presente está diante de um ser espiritual em seu devir e se o simples pensamento desta grandeza suscitar em você uma devoção no seu ato de estar presente perante este fenômeno, isso vai criar a atmosfera frutífera e fecunda pro desenvolvimento deste filho. Então ele encontrará a alegria e o amor necessários para ir se revelando. O resto, é prestar atenção. Porque é a criança é que vai sinalizar para nós aquilo que ela precisa.”
.
.
Além de trazer um olhar profundo para nossa jornada de autoeducação ao lado de nossos filhos, ela comenta também sobre presença e conexão com as crianças e sobre a importância de estabelecermos limites claros para os pequenos.
.
.
Te convido a entrar em nossa Tenda e escutar essa conversa maravilhosa! Sinto que ela pode ser um grande alento para nossos corações tão sensibilizados por este momento intenso que estamos vivendo! Só dar o PLAY:

Depois me conta aqui o que achou!!! 🙂

.
.
Um abraço com muito carinho,
Clarissa

3 Comments

  • Patricia Dantas disse:

    E num dia que foi super desafiador com meu filho de 6 anos, escuto um podcast desse… teimosia, uma autonomia exarcebada, dificuldade pra entender um não, reclama de tudo, tem resposta pra tudo… espelho da minha infância? Nossa… guardando pra ouvir de novo, com menos defesa… ah, e não lembro de sonhos, mas senti no dia da concepção dos meus dois filhos!

  • Shirley disse:

    Maravilhoso!!
    Disciplina positiva é o caminho.
    Trabalhar a autonomia da nossa filha de 2 anos e 10 meses tem sido um desafio.

  • Vânia Novaes disse:

    Como nos sentimos ninados ao doce som dessa conversa que nos traz tanta luz e questionamentos na busca do autoconhecimento!! Gratidão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *